Economize

Viajar muito não é mágica (e nem é só para quem é rico)

Se você consegue economizar 500 reais por mês, em 10 meses você poderá viajar para praticamente qualquer lugar do mundo. Se não puder 500, tente 300, 100 que seja. Para lugares mais distantes e caros, irá demorar mais tempo, e vice-versa. E sem mágica, basta ser tão econômico viajando quanto você foi economizando seus reais mensais, ou seja, cortando tudo o que não for realmente necessário. Mas o que não é necessário na sua vida? Bem, isso só você irá saber. Uma dica é forçar-se a viver sem, assim, depois de algum tempo, você poderá ter uma ideia se aquilo realmente lhe faz falta ou não. Seja o super pacote da tv por assinatura, o carro, a lavanderia. A tendência é sempre existir algo que não percebemos que pagamos sem precisar, sem usar, nem que seja a academia que você só vai duas vezes por semana e paga por cinco.

Como economizar na viagem? Nisso nós podemos ajudar mostrando o nosso jeito, que não é pior nem melhor que o de ninguém, mas é possível.

1) Passagens: Nem todos os lugares legais de se conhecer são acessíveis apenas por viagens aéreas, mas vamos nos concentrar nessas dicas. Para conseguir bons preços de passagens aéreas, é preciso ficar atento às promoções. Algumas são boas oportunidades, outras não. Para saber disso, você precisa estar sempre ciente dos valores atuais, ou seja, faça cotações dos preços das passagens para onde você quer ir, e anote em algum lugar. Faça isso de tempos em tempos e você saberá, quando surgir uma promoção, se ela é uma boa ou apenas a “metade do dobro”. Procure os melhores preços, mas entre em um programa de fidelidade e/ou milhas. Parece contraditório, mas não é. Um programa de fidelidade em que você acumule pontos ou milhas quando viaja faz com que, na prática, quanto mais você viaje, mais passe a viajar. Se você usa cartões de crédito, vincule-os a programas de acúmulo de milhas ou pontos. Existem postos de combustível que também dão pontos aos clientes cadastrados. Isso não quer dizer que você irá ficar sempre preso à sua companhia aérea, mas para “traí-la” com outra, o preço ao menos terá que cobrir os pontos/milhas que você irá perder voando com a concorrente.

2) Hospedagem: Não há discussão neste item, se você quiser viajar com frequência, terá que economizar na hospedagem. Estabeleça quais os seus limites, cada um terá os seus. Procure avaliações na internet sobre a hospedagem que você pretende escolher (tripadvisor, booking, etc). O nosso limite passou a ser, principalmente em locais onde a hospedagem é muito cara, o tipo das qualificações negativas. Você irá encontrar pessoas que qualificarão um hotel, hostel ou pousada como péssimos apenas porque o atendimento não foi caloroso e a pessoa não se sentiu acolhida como se estivesse em casa. Se você quiser viajar muito (e não for rico), terá que abandonar os mimos com que se acostumou ou sempre sonhou em ter. Se a hospedagem é limpa, o atendimento funciona e o preço é baixo, é uma boa hospedagem. E ponto. Leia atentamente o que cada pessoa que não gostou do lugar tem a dizer, e eleja o que é e o que não é tolerável para você. Nós, por exemplo, não ficamos em hospedagens que tenham ratos, insetos ou furtos (sim, existem hospedagem assim em todos os cantos do mundo, rs). Se você só conseguiu juntar o dinheiro da passagem e acredita que não terá como viajar, não desista. Existem as mais variadas formas de hospedagem sem custo no mundo, como troca de casas, couchsurfing, house sittinghospitality club, só para citar alguns. Seja criativo e use a internet a seu favor.

3) Alimentação: Você não precisará comer como um morador de rua para economizar em suas viagens, rs, mas descarte a ideia de restaurantes chiques e jantares regados aos melhores vinhos. Se isso é importante para você, não tem problema nenhum e como já dissemos antes, não somos melhores nem piores que ninguém. Apenas atente para o fato de que pessoas que gastam muito em suas viagens ou idealizam situações chiques e perfeitas, viajam pouco. Observe e você também perceberá isso. Se o que você pretende é conhecer vários lugares e culturas, não se importará com um sanduíche bem saboreado em frente a uma Catedral de Notre Dame ou a um Coliseu. Uma boa dica para comer bem e pagar pouco, é usar e abusar dos hipermercados, onde são vendidas refeições prontas, saladas e também sanduíches, além de sucos engarrafados e prontos para o consumo. Pode comprar também frutas para levar aos passeios e reforçar seus lanches e sua saúde. Se estiver viajando para locais mais isolados e longe das capitais, compre alimentos embalados e registrados, que possam ser transportados em viagens aéreas, e invista em hospedagens com cozinha. Um macarrão ou arroz preparado rapidamente pode ajudar, e muito, no orçamento da sua viagem. E na concretização da próxima.

4) Souvenires: Nossa dica é um resumo de tudo o que já foi dito – estabeleça o seu perfil de economia. Nós economizamos em muitas coisas, você poderá economizar em tantas outras, iguais ou diferentes. Não se prive do que o faz feliz, mas tenha em mente sempre o quanto aquilo implicará na sua paixão por viajar. Gosta de trazer lembrancinhas e souvenires para a família e amigos? Tudo bem, mas premie as pessoas com gestos, não com valores. Quase sempre existem opções baratas para demonstrar sua lembrança, mas caso não haja, seja sincero e traga apenas sua alegria de volta. Não faz sentido economizar na sua hospedagem, na sua comida, viajar apertado na classe econômica e gastar muito dinheiro comprando bugigangas caras para todo mundo que você conhece. Não aja por impulso. Se possível deixe para comprar as coisas na segunda ou terceira vez que passar por elas, assim terá certeza se realmente as quer.

5) Passeios: Quanto aos passeios, shows e “coisas para turista”, seja prático. Avalie se vale o quanto custa, se você realmente quer (ou é apenas o caso de que “todo mundo faz”) e pesquise se existem opções mais baratas. Lembre-se que cada libra, peso, euro ou dólar economizado fará diferença na sua próxima viagem, assim como os reais que você tanto batalhou para economizar durante tantos meses. Valorize seu dinheiro assim como você valoriza cada experiência que ele pode te proporcionar e que, certamente, lhe deixarão mais rico do que ele deixaria.

One thought on “Economize

  1. Adorei tudo! Vcs sempre surpreendendo com desenvoltura e simplicidade para relatar
    Minimamente os detalhes para preparação de viajar. Parabéns

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *